Literatura do cotidiano e o que mais interessar…

DEZEMBRO



“É sabido que em dezembro a Humanidade perde coletivamente o  juízo, isto é, piora o seu já aflitivo estado de ilusão com um furioso ataque de esperança na felicidade. Os réveillons, a árvore de Natal, o sapato do Pai Noel, os grandes prêmios de loteria são as provas do curioso delírio coletivo”.

JOÃO DO RIO

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: